DE 100 A 0 KM/H: OS 50 CARROS QUE FRENAM MELHOR

6/8/2017

Na classificação da Auto Motor Und Sport nos espaços de frenagem brilham os carros com os freios Brembo

     
A Brembo equipa 40 dos 50 carros que frenam melhor

Quanto faz de 0 a 100 km/h? Esta pergunta já fizemos, pelo menos uma vez na vida, a amigos e conhecidos que elogiavam as virtudes de um Supercar, pelo qual estavam loucamente apaixonados.

Infelizmente, porém, são poucos os testes dedicados ao processo inverso, isto é a frenagem de 100 a 0 km/h.
Quem pensou em corrigir este "defeito" foi a competente Auto Motor Und Sport editada pela Verlag Motor Presse Stuttgart.

A revista quinzenal alemã, que vende tem impressionante tiragem de mais de 300 mil cópias, quis responder a pergunta: "De quanto espaço os melhores carros do mundo necessitam para parar partindo de uma velocidade de 100 km/h ?".

Um trabalho minuciosos que gerou uma classificação dos 50 melhores veículos que necessitam de menos metros para parar.

 

 

Esta pesquisa foi feita dois anos atrás e por esta razão não inclui os supercars lançados nos últimos tempos.
Não obstante isto, ainda hoje é considerada a pesquisa mais abrangente que já foi realizada sobre o argumento e portanto lhes propomos alguns trechos.
Fique bem entendido que quando os dados atualizados forem divulgados pela Auto Motor Und Sport saremos os primeiro trazê-los ao seu conhecimento.

O teste foi realizado com duas pessoas a bordo de cada carro e depois de ter aquecido os freios: 9 frenagens bruscas, antes da décima, válida para a medição.

 

 
 

O melhor resultado foi o do Porsche 911 GT3 (991), o único veículo a ficar abaixo da barreira dos 31 metros: A sua medida foi 30,7 metros, 30 centímetros a menos em comparação com os demais.
Mérito dos discos (410 mm de diâmetro no dianteiro, 390 mm no traseiro) e das pinças fixas monobloco de alumínio Brembo (de 6 pistões no eixo dianteiro e de 4 pistões no traseiro) instaladas de fábrica, além das características estruturais e dinâmicas do supercar alemão.
E não se trata de um caso, como demonstra o terceiro lugar, com igual mérito, obtido por outros dois fora de série da marca Brembo: a Ferrari F12 Berlinetta e a Ktm X-Bow GT, ambas conseguiram uma medida de 31,3 metros.

A primeira, considerada a genearca das 12 cilindros extremas, é equipada com um freio de carbônio cerâmica Brembo de terceira geração (de 398 mm no dianteiro, de 360 mm no traseiro).
Medidas menores (305 mm no dianteiro, 262 mm no traseiro) para os discos autoventilantes Brembo da segunda que conseguiu revolucionar o mundo dos carros esportivos.


 
 

 
 

Mas o domínio dos sistemas de freios Brembo emerge em toda a sua plenitude levando em consideração a classificação dos Top 10: 9 entre 10 são equipadas com discos Brembo (em 6 casos de carbônio cerâmica) e pinças Brembo.
Que se chamem Porsche ou Lamborghini, Ferrari ou Pagani, Lexus ou Dodge, a escolha dos fabricantes dos veículos mais prestigiosos, é fato, foi a Brembo, que para cada modelo realizou um sistema sob medida.
Um reconhecimento da qualidade de fabricação e do desempenho dos sistemas de freios Brembo, alimentada por 40 anos de experiência nas pistas e nas competições mais importantes do mundo: em 2014, por exemplo, os freios Brembo equiparam os carros de corrida vencedores dos campeonatos de Fórmula 1, GP2, GP3 e das 500 milhas de Indianapolis.
Mas também eram Brembo os sistemas dos veículos que venceram as 24 Horas de Le Mans, o Mundial Endurance e a GT3 Blancpain.


 

Triunfos que confirmaram, se por acaso fosse necessário, que a Brembo dispõe de um know-how único. Conhecimentos que permitem realizar discos, pinças, bombas e pastilhas para os carros mais desejados no mundo.

Não por acaso, a Brembo se dá o luxo de frenar exatos 40 dos 50 melhores carros no mundo no requisito desaceleração.
No clube exclusivo dos 50 veículos no mundo, que frenam melhor, encontramos 20 Fabricas automobilísticas representando 7 países.
A Alemanha monopoliza a classificação com 25 modelos, a metade do inteiro parque automobilístico da lista.

São 13 os Porsche na clasificação, são muitas também as versões esportivas da Audi (5) , Mercedes (3) e BMW (2) e alguns supercars singulares como o Artega e o Wiesmann. 92% dos carros alemães presentes nos Top 50 usa freios Brembo, que equipa todos os Porsche, Audi e Mercedes na classificação.

 

 
 

Segue a Itália com 10 modelos, graças à contribuição da Ferrari (3) e da Lamborghini (5) e das excelências como o Pagani Zonda e o Alfa Romeo 4c.
Todos os 10 são equipados com sistemas de freios Brembo, que cobre 100% dos supercars italianos.
A mesma porcentagem também para os veículos japoneses (2, Lexus e Subaru) fiéis à Brembo sem exceções.
Nós e os Estados Unidos estamos próximos porque 3 dos seus 4 carros na classificação (2 Corvette, 1 Viper e 1 Mustang são equipados com freios Brembo.
Diferente, ao invés, a escolha dos supercars ingleses: dos 7 nos Top 50 (5 Lotus, 1 McLaren, 1 Mini) apenas o John Cooper Works GP usa discos e pinças Brembo.


 

Brembo S.p.A. | P.IVA 00222620163

Follow us

Follow us on FacebookTwitterYouTubeLinkedIngoogle_plus.jpgPinterestInstagramVineYoukuWeibosnapchat.pngwechat.png